Produtores de plásticos olham para além do setor em busca de inovação sustentável

Em 1950, quase não havia produção de plástico no mundo. Após 65 anos, mais de 320 milhões de toneladas de polímeros foram fabricadas no mundo todo. O uso de plástico cresceu em um curto período, porém a revolta contra o material começou e se espalhou ainda mais rapidamente.

Em 2020 vivemos uma verdadeira guerra declarada ao plástico descartável. O mundo está pressionando a indústria do plástico a se revolucionar porque, embora os produtos plásticos sejam úteis em residências e empresas, os resíduos plásticos estão poluindo o mundo. A indústria do plástico deve mudar, e a pressão para criar soluções plásticas mais sustentáveis ​​está rapidamente aumentando. Os problemas estão se tornando pessoais e as demandas públicas por mudanças estão crescendo.

A indústria de plásticos precisa procurar soluções

Conforme a opinião pública continua a se desenvolver, é provável que haja mais legislação contra vários produtos plásticos. A indústria de plásticos precisa buscar soluções.  Em termos gerais, o setor precisa se afastar dos produtos plásticos que têm uso a curto prazo e avançar para soluções mais sustentáveis.

Alguns produtos plásticos já estão sendo substituídos por alternativas compostáveis ​​(celulose de bambu, produtos de papel, etc) e reutilizáveis ​​(por exemplo, aço inoxidável, vidro e porcelana). Embora essas opções sejam úteis, elas obviamente não são ideais em todas as situações.

Para os consumidores, existem razões pelas quais muitos produtos plásticos são favorecidos em vez de alternativas. O plástico isola bem, não quebra com facilidade e geralmente é impermeável, e nenhuma das alternativas mencionadas possui todas essas qualidades.

A economia circular é a grande promessa

Um lugar promissor para o futuro da indústria de plásticos é a economia circular. Este é um modelo de reciclagem que permite a reutilização de produtos plásticos. A economia circular fornece a mudança que a indústria precisa fazer de produtos de uso único para produtos mais reutilizáveis ​​e sustentáveis.

Além disso, não são apenas os especialistas da indústria que vêm promessas na economia circular. A União Europeia realizou recentemente um debate sobre a reciclagem de plásticos, e o órgão regulador declarou que a economia circular é um componente integrante da estratégia europeia de plásticos a longo prazo.

No entanto, avançar para uma economia circular baseada na reciclagem não será uma transição fácil para a indústria. Segundo a UE, atualmente apenas 6% do plástico usado na Europa é reciclável. Aumentar isso para um número muito mais sustentável exigirá bastante esforço – e os da indústria de plásticos terão que colaborar com empresas de outras indústrias.

Esse esforço exigirá a cooperação de todos os seguintes itens:

  • Fabricantes de plásticos que implementarão mudanças úteis e mudarão suas linhas de produtos.
  • Especialistas em química que podem auxiliar os fabricantes de plásticos no desenvolvimento de novos polímeros.
  • Laboratórios de pesquisa que podem desenvolver novas formas de produzir plásticos recicláveis.
  • Recicladores que precisam aumentar a capacidade geral de reciclagem e criar melhores métodos de classificação.
  • Profissionais de marketing que podem aumentar a demanda por plásticos multiuso entre o público em geral.

Para reunir tudo isso, as empresas do setor de plásticos também precisam de executivos que possam coordenar entre várias empresas e setores – e que possam implementar mudanças inovadoras para liderar os negócios de plásticos em um futuro baseado na economia circular.

Muitas empresas já estão buscando um futuro reciclável

A boa notícia é que muitas empresas já estão pesquisando e implementando mudanças que tornarão a indústria de plásticos uma indústria mais ambiental e humana. Alguns projetos notáveis ​​que as organizações do setor realizaram:

  • As Soluções de Reciclagem HP e Sims trabalharam juntas para aumentar em oito vezes a reciclagem de peças plásticas específicas, de 40 para 320 toneladas.
  • A Der Grune Punkt demonstrou que a reciclagem de plásticos pós-consumo não é apenas benéfica, mas também econômica na Alemanha, em parte devido aos custos de redução de CO₂ no país.
  • A Biocollection é pioneira em uma nova maneira de reciclar plásticos que usa um catalisador para quebrar os compostos poliméricos, em vez de triturar ou usar pirólise.
  • O Laboratório Nacional Lawrence Berkeley desenvolveu um polímero que pode ser separado dos aditivos, o que deve permitir que o plástico seja reciclado, em vez de ser reciclado em um plástico de qualidade inferior.
  • Neste e Ravago fizeram uma parceria para reciclar mais de 200 000 toneladas de resíduos plásticos anualmente.
  • O Departamento de Energia dos EUA e o Conselho Americano de Química assinaram um memorando de entendimento no qual as organizações se comprometem a estudar juntas as tecnologias de reciclagem de plásticos.
  • A Berry Global e a SABIC expandiram sua parceria em andamento para que agora inclua o desenvolvimento e o uso de resinas de poliolefina derivadas da reciclagem de produtos químicos.

Para promover a mudança as empresas de plásticos precisarão de talentos 

Para alcançar as mudanças que precisam ser feitas, os produtores de plásticos e outros na indústria de plásticos precisam olhar além da indústria ao adquirir talentos. Com essa parceria, as empresas também terão que encontrar talentos de primeira linha de outros setores.

Algumas áreas em que os produtores de plásticos encontrarão os profissionais altamente qualificados de que precisam incluem:

  • Indústria química – Pesquisadores com formação especializada podem oferecer conhecimentos em pesquisa e desenvolvimento.
  • Setor de petróleo – Especialistas podem ajudar os produtores a desenvolver melhor o plástico a partir de fontes de petróleo.
  • Setor de reciclagem – Líderes experientes podem desenvolver parcerias e encontrar maneiras aprimoradas de reciclar produtos existentes e novos.
  • Setor de marketing – Anunciantes para aumentar a demanda por novos produtos plásticos.
  • Organizações não-governamentais – Profissionais do terceiro setor podem trazer um conjunto diversificado de habilidades que ajudam de uma ou mais das formas mencionadas acima.
  • Cargos executivos – Líderes de diversos setores podem trazer as habilidades e os conhecimentos necessários para liderar os produtores de plásticos nesse período de mudança.